LuGobbo

 

Neto de um artista plástico, Luciano Gobbo desde a infância teve contato com processos criativos e técnicas artísticas, além um fascínio pelo universo das gemas e das joias. A formação acadêmica em Geologia foi quase uma escolha natural. Mas foi o contato mais aprofundado em ciências dos materiais durante o doutorado na Universidade de São Paulo (USP), que colocou a joalheria de vez em sua vida há quatro anos. O titânio, em especial, chamou sua atenção e foi o metal escolhido como base para suas coleções autorais.

As propriedades do metal – que são uma combinação entre alta resistência, tenacidade e baixa densidade – são algumas das características das suas ligas. Por não ser tóxico e biologicamente compatível com tecidos e ossos humanos, apresenta uma vasta aplicação na biotecnologia.

Aliando pedras brasileiras, diamantes e outros metais preciosos, o geólogo e autor de joias Luciano Gobbo quebra a frieza do titânio transformando o metal em pequenas obras de arte contemporâneas, perenes e únicas.